Mal da pra acreditar que há 9 anos estávamos pirando nas músicas de Camp Rock embaladas por Demi e os Jonas.  (Pausa para o momento saudade!) 😭💕 Pronto, já podemos continuar..

A verdade é que por mais que não pareçam ter se passado quase 10 anos, se a gente for parar pra pensar, tanta coisa mudou na vida da gente de lá pra cá.. Na vida dos nossos astros campistas também. É só comparar.. Demi se destacou tanto, passou por maus bocados (Depressão, internação na clínica de Rehab, a volta por cima..) Os Jonas se separaram (Sim, cada um segue seu rumo agora, e estão bem assim!) Nossa.. poderíamos ir mais longe se eu soubesse mais sobre as vidas dos demais campistas, mas o que eu queria ressaltar mesmo é o tanto de tempo que se passou e relembrar o quão incrível foi esses filmes, esse elenco que aprendemos a amar e que crescemos juntos com eles..

Estamos aqui, quase no fim da faculdade (alguns da mesma época já tendo terminado, ou antes dos estudos  talvez casaram, tiveram filhinhos) O tempo não é mesmo surpreendente? Ás vezes te pega num momento de nostalgia e faz isso.. Em pensar que outro dia mesmo voce estava lá na época do orkut, quase chegando o facebook, e essa turma aqui, em especial nossas estrelas Shane (Joe) e Mitchie (Demi), nos fazendo sonhar demais com como seria perfeito se ficassem juntos na real.. (haha) Enquanto nós nos arranjávamos com nossos fakes no orkut (Quem aí também teve sua versão Demi?!)

  CAMP ROCK I (2008)


  CAMP ROCK II (2010)

A Verdade é que tudo começou com o post do Joe no +Instagram que relembrava os 9 anos exatos de Camp Rock. Nossa não aguentei, corri comentei, o comentário mais cheio de amor que voce pode imaginar 😍💕 Depois disse vem a +Capricho também te fazendo ficar ainda mais sentimental.. Não deu outra, passei a semana toda pensando nisso, até que nessa vibe, decidi postar aqui também.

Mas, gente, tudo bem que o breve relacionamento entre os dois na real não deu muito certo (entendemos hoje que não tinha condição visto todos os problemas que os dois tiveram que enfrentar) mas o que importa mesmo é que foi ali o começo de tudo pra eles, pra carreira brilhante que hoje alguns levariam, foi onde assim como amaram, se apaixonaram, também levaram amizades pra vida toda. E nos deixam esse presente de filmes e recordação de um adolescência linda e rockeira que levaremos forever em nossas vidas.

Muito tempo se passou, a saudade bate as vezes, mas tudo que levo é gratidão, assim como eu sei que é assim pra eles também. Ah, voces campistas rockeiros que também são dessas época, e vieram parar nesse blog, nesse post por algum motivo, me adc!

Yasmim Ramos
JULHO/2017

girl, tumblr, and grunge image

Sabe quando uma vez na vida você fica ali torcendo para que você é aquela pessoa especial realmente deem certo? Quando.. mais uma vez você se vê na companhia de alguém agradável, que por um tempo te faz sentir especial, te faz sentir como se realmente dessa vez tinha tudo pra dar certo. Porque afinal, os dois estavam livres, sozinhos, necessitando de alguém do lado. Você tinham coisas em comum, e com o passar dos dias o carinho entre os dois começara a crescer significativamente. Mais uma vez, eu pensei “porque não? Pode dar certo, né?” “Eu quero, sim tentar novamente.. E porque não com ele?” “Ele é fofo, carinhoso, educado, de boa família.. É amigo dos meus amigos.. Me trata sério.. Digo, há algum tempo eu queria alguém assim, alguém que em primeiro lugar olhasse meus sentimentos e meu coração, ao invés de só desejar fisicamente” Algo assim..

Então, talvez precipitadamente ele me pediu pra que tentássemos dar certo, e eu disse SIM! Foram mais ou menos 2 semanas, entre a alegria de finalmente (ou novamente) ter alguém que eu podia chamar de meu “meu namorado” a alegria de ele ter estado comigo no meu dia especial (meu aniversário) fez a intensidade daquele momento ser ainda maior. Daí a uma semana eu estaria na casa da minha mãe e família pra passar o dia das mães.. E contar a mais nova notícia.. (E, claro mostrar pra todo mundo nossas fotinhas juntos)

Não foi expectativa minhas sozinha. Sei que ele também compartilhou com todas as pessoa mais especiais pra ele tão logo me pediu em namoro, contou sim pras pessoas importantes que deveriam saber. E eu, que nunca fui de falar as notícias assim pra todo mundo tão depressa.. Me vi na empolgação dele é de nossos amigos, apostando todas as fichas que não daria errado.. Que ia ser diferente dessa vez.. Que tinha o que temer.. Certo? Errado.


Na nossa segunda semana.. Um dia dissemos bom dia, e então eu saí, arrumei coisas e coisas esperando que a tarde ele viesse me ver.. Já tinha prometido, mas como eu estivesse com o pé atrás pelas tantas vezes que ele planejava vir me ver, e não dava.. Arrumei as coisas de casa, mas com o pensamento “ele pode não vir, não se decepcione!” Esqueci o celular por algumas horas, quando olhei tinham mensagens e ligações não vistas onde diziam que tinha algo sério pra conversar.. Aí o coração já fica apertadinho, mas nem imaginava que nesse dia, nosso tão teve “namoro” chegaria ao fim..

Depois que eu respondi, ele pergunta se poderia me ligar, eu disse que sim, claro.. Não fazia ideia de que fosse, imaginava que era apenas mais uma das vezes que ele cancelaria a visitinha.. Não pensei que fosse pedir um “tempo” assim tão cedo. Quando ele ligou, ele primeiro falou dos problemas que tivera com o carro, e que não viria mais.. Eu disse “tudo bem, eu entendo.. mas pensei que fosse outra coisa mais séria” foi quando ele hesitou e falou que sim, também tinha algo sério pra falar.

Daí colocou em panos limpos oque estava se passando, desde a dificuldade de vir me ver, até as inseguranças a respeito de estar parado na vida, não estudar, não trabalhar.. depender de tudo dos pais, tudo isso fez que ele refletisse que seria melhor pra nós dois dar um tempo, ele queria ver se ajeita as coisas na vida dele.. Ele fala pra mim que ele pensa em mim e em como eu sou diferente, por já estar um pouco a frente na vida (em relação a estudos e trabalhos) E então me fala que esperaria por mim, mas que me deixaria livre pra que eu possa conhecer alguém, ele entenderia, alguém melhor que ele, ele disse.

Eu estava meio nervosa, mas entendia tudo o que ele queria dizer, eu tentei argumentar, que ele estava se apressando nas coisas, e não era assim, que se ele soubesse esperar ele veria que tudo se aceitaria rapidinho.. Eu na verdade talvez quisesse convencer a ele a buscar melhorar as coisas na vida, mas continuar do meu lado, seja como fosse. Mas ele estava decidido, e eu percebi que ele também estava nervoso com isso, então eu meio que triste, mas sem transparecer isso, disse que tudo bem.. Nós nos despedimos na ligação.. E ele promete continuar falando comigo por mensagem.. E não se afastar. Se isso aconteceu? Não.

Na semana que se seguiu, o restante da mesma, foi uma tortura, eu não sabia se quer como iria explicar aos nossos amigos que tudo acabou assim tão rápido.. Não queria me abrir com as meninas pra não passar vergonha ou chorar quanto falava disso. Então essa semana, eu nao contei a verdade a ninguém, e quando me perguntavam por ele eu dizia que estava bem.. (Mentira, nao estava!) A verdade é que me machucava o silêncio, os Bom Dias que não recebi mais.. A forma como fui deixada de lado como se não importasse mais.. Quando ele prometeu que seríamos amigos.

Eu falei algo pra nossa amiga em comum, mas não contei a verdade . Só contei da distância dele.. E como estávamos conversando menos (Mas na verdade, ele não trocou nenhuma palavra comigo desde aquele dia, e nas 2 únicas vezes fora porque eu o chamará) Falei pra ela uma meia verdade, talvez uma forma de preparar pra quando eu falasse a verdade sobre o “tempo” (término).

Numa sexta-feira, ele veio pra casa do namorado da nossa amiga, ele não me falou nada, mas eu estava na casa dela quando ele veio.. Tudo muito constrangedor, pra mim é pra ele, visto que os outros ainda imaginavam que estávamos “juntos” tentei agir naturalmente.. Ele também não tinha contado pra ninguém.. Tocou violão.. houveram indiretas dele, indiretas minhas. Fui pra aula a noite pra não ficar muito tempo perto dele.. Mas não tinha como fugir porque as amigas e os amigos nos uniam mesmo que no fundo quiséssemos ficar distantes. Mais de meia noite lá estávamos nós andando pelas ruas, com o pessoal, atrás de um lanche aberto na praça perto de casa. A essa altura já tinha ultrapassado a barreira dele, e abracei ele algumas vezes, ele segurava minha mão. E tentava fazer aparecer natural, ou que tudo estava bem pros outros. No fim da noite nos despedimos, mas com um cumprimento de amigos. Ninguém pareceu estranhar, já que por sermos tímidos, não nos beijamos nunca na frente de ninguém..

No dia seguinte, mais silêncio.. Então eu percebi que a noite anterior não mudaria nada no que ele já havia decidido. Que ele apenas ainda ficava sem jeito por ser obrigado a estar perto de mim. E porque era covarde demais pra contar a verdade pros amigos, preferindo assim fingir, ou deixar que eu dissesse, resolvesse. Aquilo me incomodou muito, e eu comecei a ficar com raiva, mais do que um coração machucado pelas expectativas, eu precisava resolver aquilo. Eu precisava falar pra ele tudo que estava pensando.. E precisava ser justa e sincera e contar a verdade pros nossos amigos. E foi o que fiz!

Eu aceitei, aceitei que num começo de relacionamento, se as coisas foram assim é porque não daria mesmo certo, não iríamos muito longe. Eu percebi que ele seria o tipo de pessoa, namorado, que sempre teria outras desculpas, coisas pra fazer que não cabiam a mim junto. Eu percebi que teria que ser a corajosa dos dois. Que ele sempre vai deixar as coisas nas mãos dos outros, eu ia viver assim.. Eu aceitei, e percebi que foi melhor assim.. Mas eu também percebi o quando posso me apegar a um sentimento tão rápido, mesmo sendo tão raso e vazio. E que talvez estar sozinha e não se sentir amada de verdade por um homem que leve a sério tenha sido (e seja) minha maior fraqueza.. um sonho, uma ilusão.

Não sei se verdadeiramente esse homem que sonho virá, não sei se ele já está por perto e eu não percebo.. E assim permito que outros cheguem, entrem e façam bagunça aqui dentro. Eu realmente gostaria de saber. Mas se tem uma coisa que esse pequenino tempo de relacionamento me ensinou, é que aqueles meninos que esperamos que sejam diferentes, “príncipes” por ser tão parecido com você, você espera que seja diferente com eles, mas a verdade é que são humanos como os outros, e eles SIM, também errarão com você, te magoarão, até mesmo sem ter a intenção. A grande verdade, e o aprendizado que fica é que independente de ser ele de onde for, da igreja, da escola, do mundo, o que ele sente, se for verdadeiro permanecerá. Um dia, quando acontecer, o meu menino pode ser a pessoa mais confusa do mundo.. Ele pode não ter nem nunca pisado na igreja, mas eu sei que tentaria melhorar pra ficar do meu lado. Ficaria do meu lado, mesmo que eu o afastasse, sei que independente do tempo que fosse ele ficaria. Eu sei que ele está por aí, eu sei que chegará na hora certa (ou errada), e mesmo que não seja a hora apropriada, nós faremos com que seja.

É que eu não posso entregar o meu coração para alguém em tão pouco tempo e esperar que dure. Shakespeare diria “essas alegrias violentas, têm fins violentos (…)” E ele estava certo! Eu só queria perceber essas coisas antes, e evitar as desilusões.. Mas não fosse isso, não haveriam aprendizados, nem essas historinhas pra contar depois.


Yasmim Ramos,
(MAIO DE 2017)
❤   

POLLYANNA é aquele tipo de clássico universal que voce lê na infancia e sente a necessidade de ler pro resto da vida. É aquele livrinho preciosos que voce quer que a família toda leia e que ainda passe pra seus filhos e netos, e que passe por todas a gerações possíveis. É puro, é lindo e é encantador. É uma leitura feita sob medida para abraçar os corações não só das crianças como também aqueles outrps tipos de criança interior que mora dentro de cada um de nós, mesmo depois da idade adulta. E foi pensando nisso, nesse amor por essa obra que acompanha gerações na minha família, que hoje eu pensei em escrever esse post, separando algumas das versões mais lindas desse pequeno tesouro. 💕

1. Editora Nacional
 
2. Ediouro
 
3. Editora Autêntica
 
4. Martin Claret
 
5. Editora Nacional
Essas são as minhas 5 favoritas! Claro que pelo Brasil e mundo a fora existem muitas outras versões encantadoras, e se pudesse teria uma de cada. Mas entre as que temos no Brasil, essas são as melhores na minha opinião. Espero que gostem, e deixem aqui nos comentários outras edições tão encantadoras quanto estas, que voces conhecem e talvez eu não tenha visto ainda, vou adorar conhecer. E se ainda não leu, eu devo recomendar que o leio pra já, (um detalhe importante que voce deve saber é que são dois livros, Pollyanna e Pollyanna Moça, que é com nossa menininha crescida) Fiquem com Deus, e espero que amem esse livro tanto quanto eu.

http://explosivebox.com/wp-content/uploads/2015/06/HE-NAMED-ME-MALALA-one-sheet-2-e1435102789254-675x336.jpg

MALALA YOUSAFZAI

Tudo que voce precisa saber de antemão sobre essa tão jovem, mas tão experiente guerreira, é que ela lutou e ainda luta até hoje pela paz do mundo, em especial seu país (Paquistão). Nossa heroína luta bravamente pelo direto das mulheres ao estudo, sobretudo nos países do oriente médio que ainda sofrem pela opressão por parte lideres religiosos que parecem viver em um século diferente dos demais.

 http://www.favoritosdaweb.com/wp-content/uploads/2016/07/separador-1.png
"Comecei a entender que a caneta e as palavras podem ser muito mais poderosas
 do que metralhadoras, tanques ou helicópteros. Estávamos aprendendo a lutar. 
E a perceber como somos poderosos quando nos manifestamos" Eu sou Malala
 http://www.favoritosdaweb.com/wp-content/uploads/2016/07/separador-1.png
Talvez voce já tenha visto falar dela ao menos uma vez, talvez voce já conheça a história de sua luta, talvez, assim como eu voce ouviu falar, mas somente agora (2017) enfim voce pôde entrar um pouco mais nessa história de vida e luta, e  conhecer/saber o que de fato aconteceu. Talvez voce saiba agora que esta pessoa foi a pessoa mais nova a ganhar o prêmio Nobel da paz no ano de 2014. Talvez voce saiba que ela sofreu um atentado terrorista e quase perdeu a vida, lá em 2012, no auge de seus15 anos. Bom, talvez voce não saiba de nada disso até ler essa resenha. E se é a primeira vez que voce lê sobre ela, eu me sinto honrada, como mulher, a ser a voz que te apresentou essa inspiração de vida em pessoa.

Hoje Malala está com 19 anos (ainda mais nova que eu) e chega a me deixar surpresa a coragem que ela teve e tem. É o tipo de pessoa que faz voce pôr a mão na consciência e ver que sua contribuição para o mundo melhor que voce tanto deseja é muito pouca. Uma simples menininha que com 15 anos lutou contra a ira de terroristas mais temidos em todo o mundo, o talibã. Medo? medo, bem, ela tinha, mas como a maioria das pessoas que tem o desafio de ser uma voz a ser ouvida como missão, ela foi, foi apesar do medo.

 http://www.favoritosdaweb.com/wp-content/uploads/2016/07/separador-1.png
"Algumas pessoas têm medo de fantasmas, e outras, de aranhas 
- naquela época tínhamos medo de outras pessoas"  Malala Yousafzai 
 http://www.favoritosdaweb.com/wp-content/uploads/2016/07/separador-1.png

Mas porque uma simples mulher estudando incomodaria essa gente?

Sabem, eu me perguntava isso o tempo todo! Mas, e se fosse voce? Se estivesse na mesma situação.. no meio de um fogo cruzado de uma guerra no seu próprio país? E se esses inimigos se passassem por "amigos" e dissessem defender sua religião e os mandamentos de Deus? E o pior, e se esse inimigos acreditassem que estavam lutando contra seu próprio povo a mandato de seu Deus? Voce lutaria? Ou fugiria.. ou simplesmente aceitaria que os fracos perdem pro lado que tem mais força?

Muitas perguntas a ser respondidas, mas eu gosto de acreditar que também lutaria. Malala cresceu em meio a uma família que sempre a incentivara a lutar pelo que acreditava. Seu baba, muito embora fosse religioso, era homem de bem que sempre soube a diferença entre o limite da loucura e a razão, ou a diferença entre seguir sua religião e não ser um fanático religioso que é capaz de passar por cima de tudo e todos. 

Eu com toda certeza do mundo, lutaria. Primeiro porque o apoio da família da gente é uma das maiores força que se pode querer contar. Depois, se da minha luta e das demais pessoas que me inspiraram, dependessem uma parte da paz do meu mundo, eu teria a motivação certa. E se o meu maior sonho começasse ali, então eu não pensaria duas vezes.

Fazendo o meu mundo um mundo melhor

 Mas, se a história de vida de uma menina Paquistanesa mais jovem que eu me inspirou tanto, qual a minha obrigação em melhorar meu mundo aqui onde vivo? O que eu poderia começar fazendo perto de mim, que beneficiaria mais pessoas, e um dia poderia vir a beneficiar o mundo? 

Sabem, a primeira luta diária começa dentro de si mesmo. É ao acordar todas as manhãs e ver algo que te incomoda  que esta errado, e fazendo seu melhor para mudar isso. Não é ignorando esse obstáculo que voce vence e ajuda a sociedade. É tendo a consciência de que um dia após outro esse obstáculo pode ser vencido se voce começa a reunir forças para vencê-lo. Seja ele dentro de voce (como o medo), seja ele um oponente de fora (talvez os líderes políticos desse país). 

Seja ele qual for (seu obstáculo), vença-o. Saiba que voce sempre poderá contar com o apoio e a ajuda de muitas pessoas que te incentivam e, embora voce nem imagine, estão do seu lado (como as milhares de pessoas que se compadeceram da luta da Malala e escreveram mensagens de apoio naqueles momento dificil em que ela quase perdeu a vida, essas mesmas foram as primeiras a enviar ajuda e a apoiar a luta da nossa pequena guerreira). Então, seja voce alguém que luta, ou se sentir que não tem o dom de lutar como líder por alguma causa, seja esse alguém que apoia, que esta ao lado, que segura a mão da pessoa amiga/irmã quando ela precisa vencer essas guerras.. É  assim, que aí do seu lugar no mundo, voce faz a sua parte. Jamais, em hipótese alguma, seja a pessoa que apedreja, que humilha, ou destrua os sonhos de alguém. Por mais pequenos que sejam, sempre serão capazes de mudar algo no mundo. Seja esse mundo dentro ou fora delas.

http://s2.glbimg.com/bwMxTdPCx6zgsZ1Pu3PKaiGi6Qo=/s.glbimg.com/jo/g1/f/original/2012/10/19/malala.jpg
http://static.globalnoticias.pt/jn/image.aspx?type=generate&name=big&id=3558275&source=&w=744&h=495&t=20131128114300http://recantoadormecido.com.br/wp-content/uploads/2016/02/Nat-Geo-Malala-1.jpg
(Nessa imagens, voce vê Malala após o atentado, ainda no hospital / e algum tempo
depois em reuniões com líder mundiais / e por fim, em palestras após os ocorridos)


Fico por aqui, espero que o pouco que  falei da Malala te inspire a querer conhecê-la e espero que estas poucas, mas sinceras palavras mudem algo pra voce daí do seu lado do mundo também. 💪