12/09/2015

Resenha: Aquele Verão (Sarah Dessen)


UM LIVRO ESPECIAL NA MINHA VIDA

Esse livro em especial, é o primeiro da Sarah Dessen que leio, e eu procurava por ele fazia bastante tempo porque era especial, foi um filme que marcou muito o inicio da minha adolescência. Eu era apaixonada por todos os filmes que Mandy Moore estrelava. Agora, depois de um tempão, só este ano (2015) que consegui finalmente me deleitar nessa leitura deliciosa que é a narrativa da Sarah Dessen. Eu gostei pra caramba, claro que o fato da paixão pelo filme (e pela Mandy) também ajudou, mas eu quero ler outros livros da Sarah, depois desse.

LIVRO / FILME

Eles realmente transformaram pra caramba pra levar essa trama pro filme. A começar pelo nome dos personagens principais (Halley no filme é Haven no livro, Maicon é Sumner Lee, a melhor amiga da Haven/Halley é Casey no livro, etcetera..) Uma coisa que  percebi também que apesar da narrativa ser em primeira pessoa pela Haven no livro, a gente percebe que a história meio que gira em torno de Ashley (A irmã mais velha de Haven, que aliás mantiveram o  mesmo nome no filme).

 O filme deixa a gente com aquela sensação boa de primeiros-amores, borboletas no estômago, dá vontade de se apaixonar, sabe? Já o que me decepcionou no livro, foi que Haven e Sumner não são um casal, por assim dizer. Primeiro que Sumner é  um ex-namorado de Ashley muito querido a quem Haven sempre culpou a irmã por ter terminado com o cara mais legal que a família conheceu. dentre todos os namorados de Ashley (que foram muitos, devo dizer!)

 No livro a gente vê  que Haven, em certos pontos voce é capaz de dizer pra ela "Cara, Haven, cê é caidinha por ele.." Mas ela não deixa isso claro, apesar de estar sempre falando em como ele foi o cara mais legal que ela já conheceu.. Sumner foi especial porque ele é o tipo de carinha legal, alto-astral e divertido. Haven dizia que ele fazia a irmã dela ser diferente, ser mais feliz, ser mais amiga dela (outra coisa que a gente vê é que ela era ressentida dessa relação estranha que tinha com a irmã mais velha, que Haven sentia falta das duas serem amigas, apesar que ela sabia bem que alguns anos de diferença era um obstáculo entre elas).

 AQUELE VERÃO 

O livro nos faz entender que a história é sobre o drama de uma família que, quando tudo parecia estar perfeito,  assim de repente  e de uma hora pra outra, foi separada pelas circunstancias da vida. O pai a quem Haven sempre idolatrara agora estava casado com outra mulher, enquanto sua mãe lutava com a dor da separação.  Separação dupla, pois com o casamento de Ashley também teriam que seguir em frente sem a irmã mais velha. A casa ficaria grande demais só pra Haven e a mãe.

Emociona a gente ver como as duas irmãs se esforçam, apesar dos pesares e de tudo estar numa confusão ao redor, elas lutam pra não perder um laço que existe entre elas. Haven acaba por compreender essa coisa toda de que é necessário aceitar as mudanças, aceitar que nem tudo é culpa de alguém (dela, de Ashley, do pai que as deixou pra ter uma vida nova ao lado de outra pessoa, ou da mãe), e que ás vezes é o simples fato de que devemos guardar os momentos bons no coração, porque por mais que as coisas mudem, as lembranças boas sempre vão estar lá gravadas no coração. 

AQUELE VERÃO foi um verão especial para Haven e a família, com Sumner. Mas haveria de ficar nas lembranças boas de cada um deles. Porque depois daquele, outros verões estarão por vir mais adiante,  verões que também serão lembrados e guardarão boas histórias pra rir ou chorar ao serem contadas depois.

18395943.jpg (600×400)
(Cena do Filme de 2003) How to Deal / Meu Novo Amor 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Inspiraflor | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2017 | POR:
NOS VISITEVIRANDO AMOR