12/11/2017

Cartas: um talento, uma paixão ou uma salvação?


Eu costumava escrever o tempo todo

Não sei qual o motivo, mas escrever cartas sempre foi algo natural pra mim desde que nem entendia realmente o porque disso. Desde muito cedo sempre tive caderninhos onde escrevia músicas, poesias, diários. Eu não entendia o porque da necessidade de estar sempre colocando os meus sentimentos em um papel, mesmo ainda tão pequena.

O tempo foi passando e os diários eram menos frequentes, lembro de quando quase não escrevia mais, lá pelos 15 anos foi quando começou a fase adolescente de estar muito ligada ao mundo virtual e as modas de bandas e coleções de coisas desse ídolos. Só que o que eu não percebia era que meu coração de certa forma carregava dores e coisas que naquela época não tinha mais noção de que precisava externar essas coisas. Passei por um tempo bem difícil sobre quem eu sou, sobre pessoas verdadeiras em minha vida e fiquei depressiva, isso lá perto de 20 anos, até um pouquinho depois. Foi quando, parece que como nunca eu necessitava daquilo novamente. Tinha algo muito importante na minha vida que eu havia deixado pra trás, de lado e nunca percebera isso.


Em 2013 eu voltei a fazer o que nunca devia ter parado. Primeiro eu escrevia pra mim, pra Deus, pra quem um dia talvez alguém lesse. Eu só precisava escrever mesmo que ninguém fosse ler, acho que todos os sentimentos que estavam confusos iam sair de mim. E de certa forma eles faziam sentido depois de escritos. Depois de escrever muita coisa que sentia, eu ficava com peito leve e começava a pensar realmente no significado de tudo aquilo de qualquer situação minha ou de alguém próximo, e eu percebi que escrevendo eu via soluções.. E que as coisas realmente se resolveriam. 

Naquele tempo eu não só escrevia pra mim, mas escrevia pra alguém que estava próximo ou distante e que eu sentisse que precisava daquelas palavras. Escrevi pra colocar pra fora mágoas que levava no peito desde minha infância, tive conflitos com meus pais, com amigos, que depois de algumas cartas e muito choro se resolveram, coisas que ninguém fazia ideia que acontecia, foram esclarecidas, mágoas passaram a ser menores até o momento em que foram levadas embora com o tempo ou com aquelas palavras escritas naqueles papéis. 

Porque mais uma vez eu parei?

Três anos depois, mais uma vez as coisas da vida, a rotina, a volta aos estudos, algumas decepções, e esses dias eu comecei a sentir falta e reparar o quanto tenho escrito menos. Criei o blog exatamente nesse tempo da volta ás cartas, cadernos e diários. Senti que o blog é essa forma de compartilhar meu sentimentos e paixões com pessoas no mundo que sentem o mesmo passam por algo parecido e assim elas, como eu, sentiram que tem uma pessoa que te entende. 

Acontece que há 3 meses mais ou menos o blog tava parado, eu tava imersa em coisas da faculdade ou na vida cotidiana. Aqueles amores passaram e eu ainda guardo cartas que escrevi e nunca entreguei (não sei se um dia ainda entregarei, não sei se o momento não permite mais). Amizades também seguiram e vivemos caminhos diferentes. Conheci pessoas incríveis, enquanto também perdi outras.. A vida segue, não é? É assim que tem que ser. Só não gostaria de deixar pra trás novamente algo que foi (e ainda é) uma das coisas mais importantes da minha vida, algo que foi minha salvação nos dias mais obscuros. 

Escrevendo uma nova vida

Bem, hoje, como um presente de Deus, eu pude ter a graça de me depara com um filme tão incrível (esse aqui disponível no Youtube) que me fez me ver nele em vários momentos da minha vida, e eu chorei, chorei e chorei. Me emociona vê essas mesmas características em alguma pessoa. Eu percebo o quanto é especial, o quanto Deus deu um dom, um talento, algo que sempre esteve ali pra cada um de nós, e muitas vezes desacreditamos ou deixamos a vida e as coisas do dia a dia fazer com que não as valorizemos. 

E eu queria deixar aqui no blog, ou como um pensamento reflexivo ou mesmo como um diário que um dia alguém possa ler, que você vale muito á pena, amigo. Mesmo que não perceba ou não tenha noção disso. Deus te ama muito, não importa tudo de contrário que voce tenha vivido fora do propósito dele. Saiba que tudo que Ele planejou e sonhou contigo está lá te esperando pra o dia em tu viverá todos eles. Sim Você vai viver todos eles, e nesse dia voce saberá que tudo tudo tudo isso não foi em vão. Que mesmo tentando fugir, voce se se aproximou mais deles, que esses sonhos não serão esquecidos, e eles sempre serão seus, e mais ninguém viverá eles a não ser você. 

Que Jesus os abençoe muito!🙏 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Inspiraflor | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2017 | POR:
NOS VISITEVIRANDO AMOR