03/12/2017

O Visconde Que Me Amava (Julia Quinn)

O VISCONDE QUE ME AMAVA

Então desde o primeiro livro, após ter me encantado por Daphe Bridgerton e o Duque Simon, imaginava que o segundo jamais ia ter comparação ao primeiro. Se eu estava enganada? Estava muitissímo mais que enganada.

"Um homem charmoso é muito agradável e um homem de boa aparência é, sem dúvida, uma visão que vale a pena, mas um homem honrado, ah, querida leitora, é para ele que as jovens deveriam correr" 

Nesse segundo livro vamos conhecer Kate Sheffield e a irmã Edwina, ambas na idade de casar, embora Kate fosse mais velha, Edwina por ser mais nova e de uma beleza que faz com que seja a moça mais disputada da estação de casamentos. O que leva Kate e ficar em segundo plano na questão homens que disputem por ela. Kate é o tipo de moça comum que não acha ter algum atrativo especial que encante alguem assim como a irmã. Logo me identifiquei muito com ela por sempre me ver assim, em comparação com minhas amigas, sempre penso que em um grupo eu seria a ultima que um moço olharia e pá, de cara cairia de amores.

Mas Kate estava bem enganada (isso me dá esperanças que eu também esteja? haha) Pois aquele homem charmoso, e mais desejado da estação, Sr. Visconde  Anthony Bridgerton, o motivo dos suspiros de todas as moças daquela Londres, acaba sendo, mesmo que relutante, despertado por algum encanto nela. 

"O amor deve encontrar a pessoa que lhe encha o coração, que faça ser uma pessoa melhor do que nunca sonhou ser"

É tão engraçado de ver e tão cativante, quando os dois se encontram e Anthony libertino e não querendo casar verdadeiramente por sentimentos e sim, porque se acha na obrigação como mais velho da família e tão perto dos 30, ele começa a cortejar, na verdade Edwina por ser a mais atraente, mas os sentimentos que Kate começa a despertar nele, não consegue esconder por muito tempo. Com ela exatamente o mesmo.

O quanto os dois brigavam, se alfinetavam, o quanto mais provocavam sentimentos adversos um no outro, mais a paixão e a vontade de estarem juntos aumenta. Eu ri demais, me apaixonei também, e desejei ser Kate por muitíssimas vezes, confesso. Agora Julia Quinn é uma das escritoras mais cativantes que tenho lido. E eu imaginava ser capaz de parar apenas no primeiro livro, porque tinha curiosidade de tanto falarem dessa série, mas agora depois dos dois primeiros eu fico contando as horas pra que possa ter tempo de ler os próximos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Inspiraflor | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2017 | POR:
NOS VISITEVIRANDO AMOR